segunda-feira, 25 de março de 2019

A maldita espetacularização da miséria.


Fala pessoal tudo bem?

Eu quase fico sem internet a semana toda mas nesse final de semana eu tive a oportunidade de ter acesso à internet e à televisão. Nao à toa que eu tô postando e programando vários posts mas esse post em específico eu queria falar sobre a espetacularização da miséria e eu digo isso baseado no programa que eu vi nesse sábado no programa do Luciano Huck.

Eu digo isso porque esse programa,pelo menos esse tipo de  programa...do Luciano Huck, o antigo programa do Gugu, programa de Rodrigo faro... esses programas que envolvem uma série de temas aleatórios que são apresentados aos finais de semana eu acho interessante a gente avaliar como que eles são porque, de certa forma, avaliando como eles são a gente acaba meio que avaliando o a metalidade das pessoas de uma forma geral porque se você parar para pensar... esses problemas só existem porque tem pessoas que assistam a eles e é interessante ver que mesmo que o conteúdo tem baixo qualidade, tenha baixa produção cultural, baixo nível intelectual...mesmo assim acabaa perdurando por anos.. um exemplo disso é o programa do Faustão para vocês terem uma ideia.

Eu não sei se eu já deixei claro aqui no blog mas o Rio de janeiro é um local que eu definitivamente não gosto muito não só pela questão da violência mas também pelas pessoas daqui porque muitas pessoas por morarem aqui e por toda essa coisa de cidade maravilhosa, cidade turística não sei o que mais...elas se acham.. têm ego super inflamado e são muito bestas e isso é uma coisa que vai totalmente de encontro com a minha personalidade.

Smm contar, é claro, com a questão dos grandes deslocamentos pois aqui tudo é muito longe o trânsito infernal e obviamente a violência...violência essa que está intimamente ligada com a desorganização urbana que a cidade tem. Afinal de contas, o Rio de Janeiro não é uma cidade em meio a várias favelas é um grande conglomerado de favelas rodeado pela cidade.

Nesse ambiente existe de tudo... do casebre até a cobertura de apartamento de 30 milhões e nessa cobertura de apartamento de 30 milhões costuma morar pessoas que se dizem intelectuais e as que não são intelectuais elas com certeza são pessoas que influenciam outras pessoas e  aí que entra a figura dos influenciadores sociais e que o Luciano Huck é um excelente exemplo.

Essas pessoas de uma forma geral por ter uma mentalidade mais proxipr da esquerda, elas costumam gostar de glamourizar a miseria e a relativização do que é belo, do que é interessante e isso pode ser observado em vários programas e eu tive a oportunidade de observar isso claramente nesse sábado quando assisti  ao programa do Luciano Huck e ele fez uma espécie de excursão por dentro da favela que fica no morro da providência no centro do Rio de janeiro e ele saiu contando história de pessoas mostrando como que era a faveal era por dentro e chegou até o topo da favela.

E ai interessante notar como a matéria vai sendo construída pois eles fazem questão de mostrar criança sorrindo pessoas conversando nas ruas crianças brincando de futebol como se tudo fosse um Grande Mar de rosas quando na verdade não é...aliás esse raciocínio de mostrar que tudo é muito bonito muito legal é feito com todo Rio de janeiro e na verdade o Rio de janeiro não é nada disso que a televisão da Globo mostra .... aqui na verdade nem é tão bom assim de se morar pelo menos na minha percepção e se for comparar o que a televisão mostra e o que a vida é de verdade aqui fica extremamente decepcionante para quem vem com grandes expectativas.

Em vez de eles procurarem mostrar pessoas que batalham... talvez sai cedo para trabalhar e tudo mais que é o perfil geral de pessoas que moram nesse tipo de local eles preferem mostrar aquela galera alternativa, aquela galera das artes, aquela galera descolada, aquela galera de esquerda que eles sempre gostam de mostrar como se fossem pessoas intelectuais...pessoas cultas, pessoas destacadas na sociedade quando na verdade a gente já sabe depois de toda a popularização da internet que essas pessoas são muito mais burras do que o que a gente pode imaginar.

E a partir do momento que eles colocam essas pessoas como exemplos e esse tipo de construção de sociedade construção urbana favela como se fosse algo bom, eles meio que estão dizendo que aquilo é legal que se você mora ali e se você acha interessante ali não tem porque você se mudar quando na verdade é um local dominado pelo tráfico...violento... ..milícias... ficam com ele e as pessoas na verdade muitas delas querem sair mas a televisão insistem vender uma imagem de um Rio de janeiro maravilhoso para o resto Brasil quando na verdade esse Rio de janeiro não existe. Na verdade até existe mas fica só na zona sul e nos condomínios fechados da Barra da Tijuca.

Segue print com a glamourizaração da miseria.






Às vezes me pergunto, só eu que penso assim?


É isso aí, confrades! Força e Honra! Até uma próxima oportunidade!



Intendência!!!



Abraços!!

11 comentários:

  1. Olá IF,

    Eu nem gosto desse tipo de programa. Já assisti algumas vezes quando era adolescente. Eles exploram a pobreza das pessoas para ganharem dinheiro.

    Rio é uma cidade que eu já fui uma vez a trabalho, mas nunca pensei em visita-la. Nunca me agradou.

    Eu não vi nada demais nessa lua. Olha pobreza em volta dessa lua. Isso sim é triste.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, CI!!

      Sim, fazem muito esse tipo de exploração. Um caso clássico é colocar pra um pai ou mãe que abandonou o filho reencontrá-lo no palco uns 40 anos após o abandono. Eu acho isso muito baixo.

      Quanto ao RJ ele é bom se voce ficar na zona sul/ barra da tijuca. Tirando isso, é só favela pra todo lado. Cariocas nao falam isso pois Têm raivinha da verdade que a cidade não é isso tudo que a tv mostra ao restante do país. Isso, claro, na minha opinião. Se voce diz " po, não vou pra tal lugar, tem favela perto..." ja te retrucam: "o q vc tem contra comunidade???" É ridículo o senso de miséria das pessoas daqui. Vide a cidade de duque de caxias(regiao metropolitana) que fecharam comercio em protesto à morte de um traficante por ordem do tráfico. não acredita? Olha:

      https://acgnews.com.br/policia-mata-um-dos-lideres-do-comando-vermelho-no-rio-imagens-fortes/

      https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/cidade/duque-de-caxias/


      Quanto à lua em meio à miséria é a pura síntese de que a "arte" moderna não passa de uma farsa.

      Abraços,


      Intendente Frugal.

      Excluir
  2. Gostei do seu blog, campanha. Assim como vc, tb sou ofmara, rs.

    Em relação ao Rio, é tudo isso mesmo que vc disse, pois tb moro aqui e como carioca assisto essa deterioração da cidade há muitos anos. Aqui no Rio existe uma sociedade muito desigual, talvez a mais desigual de todo Brasil. Nas décadas de 70 e 80 houve um grande crescimento populacional, muitos nordestinos e de outros estados vieram pra cá em busca de emprego e houve uma explosão das favelas por essa entre outras razões...poder público omisso...enfim, conversando com antigos moradores da cidade, aqui era sim uma cidade boa de se morar, mas que infelizmente não dá mais, além de tudo isso, morar aqui é caro.

    Em relação a esses programas, podemos observar que é de interesse da mídia manipular as classes mais baixas, para que essas pessoas não se desenvolvam nem financeiramente nem intelectualmente (e continuem a consumir esses lixos como novelas, faustão, etc). Os caras vendem a idéia que a favela é um máximo, quando deveriam incentivar as pessoas a saírem dela e procuram condições mínimas de viver com dignidade. A maioria dos domicílios não tem saneamento básico. Estamos vendo um descaso do poder público em resolver esse problema social ao empregar esforços para diminuir a marginalização e desigualdade, o que acaba gerando roubos, assaltos e um sem número de traficantes e milicianos.

    Bravo Zulu pelo blog, vou te adicionar na minha lista.

    https://hankinvestidor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala HI!

      Po, que bacana ter outro ofmara aqui na finansfera haha vc é naval, do nelson ou do acanto? rsrs

      Pois é.. tudo que voce falou condensa bem o que eu penso. Vejo que há uma vida que passa muito pela aparência aqui no Rj. Infelizmente nem todos podem viver essa vida e vejo que a tv meio que quer mostrar que quem é favelado pode ser feliz tambem( o que é verdade) mas dizendo que viver em meio ao tráfico e condições horriveis de vida pode ser algo normal e, até mesmo, louvavel.

      Adicionei voce à minha lista também.

      Abraços,

      Intendente Frugal.

      Excluir
    2. Ve se atualiza seu blog haha ta parado há um bom tempo

      Excluir
    3. Pois é Intendente, acabo não atualizando o blog, por falta de assunto mesmo, não curto ficar atualizando patrimônio mensalmente, pois acho uma repetição desnecessária. Acredito que atualizar a cada três meses está de bom tamanho.

      Não sou de nenhuma dessas três, sou da esfera armilar! Pra quem não é do nosso meio, sou do corpo de engenheiros.

      Já adicionei seu blog na minha lista,

      Abraços!

      Excluir
  3. TV Aberta é um lixo. Deturpa a realidade, ainda mais com essa onda progressista, faz com as pessoas acreditem que a pobreza é o paraíso e que as pessoas que querem crescer de forma honesta são psicopatas.

    Minha mãe assiste muitas novelas e a Rede Globo, e quando eu falo que não quero ser pobre para o resto da vida ela me chama de orgulhoso, que eu devia ter cuidado com as palavras. Ela acha que eu serei um monstro apenas por tentar enriquecer.

    Quando passa no Encontro com Fátima Bernardes ou no Luciano Huck, que um jovem foi estudar fora, se deu bem, ela fica dando mil elogios, indiretas. Mas quando eu falo que quero estudar em outra cidade por que não gosto daqui, ela diz que eu tenho que tomar cuidado por que não sei o dia de amanhã.

    Um presente que eu pretendo dar a ela é a oportunidade de voltar a estudar, fazer um supletivo e terminar o Ensino Fundamental e Médio, para ver se larga essa bendita alienação.

    Tem que ter muita paciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, é importante notar que sua mae durante a formação dela ela não teve acesso a boas fontes de informação, como a internet. Assim, ela tende a achar que tudo que vem da tv eh bacana... incentive-a a estudar mesmo. Tenho certeza que ela irá crescer muito enquanto pessoa~.

      Abraços,

      Intendente Frugal.

      Excluir
  4. Fui ao Rio em 2011, pelo meu pai ser da Aeronautica consegui ficar no hotel de transito ali nos Afonsos, era o auge das UPPs, Sergio Cabral + Beltrame pareciam estar operando milagre. Teve aquela cena clássica da ocupação do Alemão, com os traficantes fugindo (para as milícias chegarem... bom as milícias estão dominando em todos os níveis kkk). Enfim, naquela época o Rio estava beem caro, tudo parecia que ia dar certo, fiz o pacotão básico de turista: Pão de Açúcar, Corcovado, confeitaria Colombo. Copacabana à pé, todo mundo com câmera na mão. Pena que acabou... Minha opinião é que o Rio ficou do jeito que está por que fizeram este aborto da natureza que se chama Brasília. No meio do nada para poderem roubar sem ninguém por perto para incomodar. Parabéns J.K...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brasília e um oensamoensampensque vem desde os tempos da monarquia mas pra tamanha burrice precisava de um presidente pra pôr em pratica. A capital do brasil deveria ser Sp ou RJ, por motivos obvios, na minha opinião.

      Só em ter o centro do estado mais proxpró dos grandes polos de decisão economica do país e de grandes aglomerados de pessoas, tenho a impressão que teriamos governos muito mais tementes à população.

      Abraço

      Intendente Frugal

      Excluir